RECUSA DE INCLUSÃO DE FILHO RECÉM NASCIDO COMO DEPENDENTE

Data do Ajuizamento da ação: 28/11/2018

Data da Obtenção da Liminar: 30/11/2018

Processo: 1099279-06.2018.8.26.0100

15ª Vara Cível – Foro Central Cível

SENTENÇA DE PROCEDÊNCIA:

Remetido ao DJE

Ante o exposto, JULGO PROCEDENTE a presente ação, ratificando a liminar, para condenar a ré à inscrição do filho da autora, sem carências, como dependente do plano de saúde de que é beneficiária, sob pena da multa diária já fixada. Pela sucumbência, a ré arcará com as custas processuais e honorários advocatícios que fixo em 15% do valor da causa. P.R.I

Leave a Comment