contato@nnogueiraadvocacia.adv.br (11) 2647-4339 Av. Paulista, 1079 - 7º Andar Bela Vista - São Paulo / SP 01310-100

No último ano, um levantamento do instituto Datafolha apontou que saúde e violência eram as maiores preocupações do brasileiro. Para tentar sanar quaisquer problemas que surjam com relação ao primeiro item, muitos buscam pelos serviços de saúde suplementar. Neste tocante, ainda há muita confusão entre plano de saúde e Seguro Saúde. O fato básico é que ambas as alternativas objetivam a mesma coisa: prestar assistência médica e hospitalar aos beneficiários. O que muda é a forma de utilizar estes serviços, como veremos adiante. Vale ressaltar que no Brasil existem mais de 1200 operadoras na área privada. Estas organizações somam mais de 70 milhões de clientes. Ou seja, pouco menos da metade da nossa população. Conhecer a diferença entre as opções disponíveis permite a escolha da cobertura mais vantajosa de serviços, tanto na contratação individual quanto para empresas. Comecemos por compreender então o que é o plano de saúde.

O que constitui um plano de saúde?

O plano de saúde é uma assistência oferecida por empresa privada e inclui atendimento médico, laboratorial, hospitalar, dentre outros. Os serviços contratados funcionam através de uma rede de atendimento constituída por profissionais e locais credenciados. Abrangência e cobertura variam em função do serviço contratado. É comum que os planos sejam oferecidos em categorias como individual, familiar, coletivo por adesão e empresarial. Cada uma é elaborada sob medida para uma necessidade, indo da individual à corporativa. Nenhum destes pontos é, no entanto, o que constitui o verdadeiro diferencial para os seguros de saúde. A característica que diferencia estes serviços é que no plano de saúde o beneficiário deve escolher apenas os profissionais e instituições credenciadas na rede. Em raros casos está previsto em contrato a livre escolha com reembolso. Para compreender ainda melhor a diferença entre plano de saúde e seguro saúde, tratemos da segunda opção de assistência médico-hospitalar.

Como é o seguro saúde?

O seguro saúde permite que o cliente seja atendido por profissionais e entidades não conveniados. Portanto, ele possui a livre escolha de quais médicos, laboratórios, hospitais e demais serviços da área irá utilizar. Consequentemente, o beneficiado irá ser reembolsado de suas despesas médicas. Paralelamente a isto, muitas seguradoras possuem uma rede própria de médicos e instituições recomendadas. Quando o cliente decide consultar-se com tais profissionais, estes recebem o seu pagamento diretamente da seguradora. Para usufruir dos benefícios do seguro, o cliente paga uma mensalidade, chamada prêmio. O fundo que é composto pelo pagamento de todos os segurados é o que garante que exista a assistência. Com relação ao valor mensal, este reflete o risco de custos representado pelos tratamentos que podem ser requeridos pelo segurado. Conhecendo estas diferenças essenciais, podemos tratar de como escolher a opção mais adequada à sua necessidade.

Plano de saúde X Seguro Saúde: qual escolher?

O primeiro elemento a considerar são as cláusulas e detalhes contratuais. Ao analisar o documento de planos de saúde, considere o tempo de carência, a cobertura e quais os serviços disponibilizados. Na escolha do seguro, além de cobertura devem ser observadas as exclusões. Pois não raro, serviços importantes podem estar fora do pacote. Na comparação plano de saúde e seguro saúde, lembre-se, por fim, de checar detalhes sobre reembolso e coparticipação. Ambos afetam não apenas o que é oferecido aos beneficiários, mas também o valor pago mensalmente.

Fale com um Advogado Especialista em Saúde